Paisagens sonoras

A Ecologia Acústica [Acoustic ecology], também conhecida como Ecoacústica [Ecoacoustics] e Estudos de Paisagem Sonora [Soundscape studies], é uma jovem disciplina científica que se dedica a investigar as relações, mediadas pelos mais diversos estímulos sonoros, entre nós, seres humanos, e o meio ambiente. A ecologia acústica foi criada por Murray Schafer, ao final da década de 1960, no contexto de um projeto acadêmico voltado aos estudos da música denominado World Soundscape Project [Projeto Paisagem Sonora do Mundo].

O WSP surgiu, por iniciativa de Schafer, como um grupo de estudos na Simon Fraser University, no Canadá. A partir de um curso sobre poluição sonora, chegaram à conclusão em favor da necessidade de chamar a atenção dos indivíduos e da sociedade para o ambiente sônico no qual estamos imersos diariamente. A pesquisa resultaria em duas publicações: The New Soundscape [A Nova Paisagem Sonora] e The Book of Noise [O Livro do Ruído]. Porém, em virtude das reações negativas provocadas pela mera ideia de poluição sonora, tão característica dos grandes centros urbanos, o grupo precisou encontrar uma abordagem mais positiva e atraente para o grande público. Afinal, ninguém questionará que são raras as sensibilidades que veem algum valor estético (ou mesmo educativo) no ruído enquanto tal. Dessa reconfiguração metodológica resultou The Music of the Environment [A Música do Ambiente], publicado em 1973, no qual Schafer exemplifica e analisa diferentes expressões do conceito de desenho [design] acústico.

Raymond Murray Schafer (1933-) é compositor, musicista, escritor, educador e ambientalista canadense. Primeiro ganhador, em 1978, do prêmio canadense Jules Léger, dedicado à música clássica contemporânea. É autor de livros como Ezra Pound & Music (1961), The Composer in the Classroom (1965), The Book of Noise (1970), The Tuning of the World (1977), entre muitos outros. No Brasil, a UNESP publicou The Thinking Ear [O Ouvido Pensante] (1986).

Da esquerda para a direita: R. M. Schafer, Bruce Davis, Peter Huse, Barry Truax, Howard Broomfield e Hildegard Westerkamp, fundadores do World Soundscape Project, na Simon Fraser University (1973)

(EM CONSTRUÇÃO)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s