A prayer to who? – Nick Cave

Patrick, from Melbourne, asks Nick Cave: "a prayer to who?" Nick Cave answers: Dear Patrick, The act of prayer is by no means exclusive to religious practise because prayer is not dependent on the existence of a subject. You need not pray to anyone. It is just as valuable to pray into your disbelief, as it is... Continuar Lendo →

O batedor de palmas tristonho (um microconto) – Rodrigo Menezes

NA ESQUINA da praça do coreto, uma fanfarra de ciganos executava virtuosamente a sua música, ganha-pão, para transeuntes desinteressados e apressados, salvo um. Aparentemente estrangeiro (não diria “turista”, mas viajante, errante), estava comodamente recostado na mureta do outro lado da rua, fumando um cigarro, enquanto escutava e olhava a banda. Fanfarra numerosa, difícil de sustentar,... Continuar Lendo →

É preciso aprender a amar – Nietzsche

EIS O QUE SUCEDE conosco na música: primeiro temos que aprender a ouvir uma figura, uma melodia, a detectá-la, distingui-la, isolando-a e demarcando-a como uma vida em si; então é necessário empenho e boa vontade para suportá-la, não obstante sua estranheza, usar de paciência com seu olhar e sua expressão, de brandura c om o... Continuar Lendo →

Ney Matogrosso: o Corpo Musical, Metáfora da Alma

Ney Matogrosso na manhã de domingo: estremecimentos angelicais, turbulentas sensações, palpitações, comoção exterior ao universo. “Pedra de rio”: pensa numa música supremamente triste, linda de morrer… Experiência indescritível a cada vez que a ela retorno. Música arquetípica, heraclítica, fundadora como o Mito. Nela, coincidimos com as origens e os fins. Ney Matogrosso, metáfora da alma. Na Música, tudo é... Continuar Lendo →

De orgullo y de miedo (Andrés Calamaro)

A languidez de uma manhã sonolenta e envolvente, o amarelo alaranjado do sol refletido na água que corre suavemente rio abaixo. Palavra alguma, os dois deitados, em silêncio, na cama daquela cabana rústica de madeira no topo da montanha. Olhares, carícias, suspiros. A manhã perfeita após uma noite de amor à luz de velas. O... Continuar Lendo →

Sobre ruídos e “fruição estática”

Por onde começar?Podemos começar de qualquer ponto. É sempre útil examinar o negativo para poder ver claramente o positivo. O negativo do som musical é o ruído. Ruído é o som indesejável.Ruído é a estática no telefone ou o desembrulhar balas do celofane durante Beethoven.Não há outro meio para defini-lo. Às vezes, a dissonância é... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑